O Prêmio Jabuti nas livrarias brasileiras









Organizado pela Fundação Observatório do Livro e da Leitura, o Conaler 2016-Congresso Nacional de Leitura trará 35 eventos: 7 conferências, 21 palestras e 7 saraus, com transmissão ao vivo, exclusivamente, pela internet de 10 a 16 de outubro de 2016 (segunda-feira a domingo), na Semana Nacional de Leitura, sempre a partir das 19h.

Com inscrições gratuitas pelo site www.conaler.org.br, o Conaler tem vagas limitadas. São apoiadores do Conaler 2016, a Associação Nacional de Livrarias (ANL), o Instituto ProLivro, Câmara Brasileira do Livro (CBL), Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel), PublishNews e o Blog do Galeno/Brasil Que Lê, entre outros.

Profissionais de destaque nacional e internacional estarão online falando diretamente com os participantes. Entre os convidados de vários países como Brasil, Argentina, EUA, Alemanha e França, estarão Bernardo Gurbanov, presidente da ANL; os escritores brasileiros Ignácio de Loyola Brandão, Frei Betto e Mário Sérgio Cortella; e a ex-ministra Cláudia Costin, entre outros profissionais do setor do livro e da leitura.

São convidados internacionais o historiador francês Roger Chartier e Marifé Boix-García, vice-presidente da Feira de Frankfurt. Lista completa no site do Conaler.

"Nosso grande desafio é mobilizar e atingir pessoas que trabalham com livros e práticas de leitura nas grandes e pequenas cidades dos mais diferentes e distantes lugares do Brasil, que jamais tiveram ou terão a oportunidade de assistir e ouvir, cara a cara, os mais renomados especialistas em suas áreas de interesse no Brasil e no mundo", afirma o presidente da Fundação Observatório do Livro e da Leitura, Galeno Amorim, curador da programação. "Será um evento inédito na área, por suas peculiaridades, que, certamente, fará história", afirma ele.

O Conaler 2016 — que tem a curadoria de Galeno Amorim, ex-presidente da Fundação Biblioteca Nacional e do Centro Regional de Fomento ao Livro na América Latina e no Caribe (Cerlalc/Unesco). Foi responsável pela criação do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL), do Ministério da Educação e Ministério da Cultura, e secretário de Cultura em Ribeirão Preto (SP). É jornalista, escritor e palestrante — é organizado pela Fundação Observatório do Livro e da Leitura, instituição sem fins lucrativos, monitorada e aferida pela Curadoria de Fundações do Ministério Público do Estado de São Paulo, e que possui entre seus dirigentes personalidades com um histórico de atuação na questão do livro, leitura, literatura e bibliotecas no Brasil e no Exterior.